Topo

Nota de Esclarecimento - Vacina

vacina copyA Polícia Militar de Rondônia vem a público manifestar esclarecimento quanto às informações contidas na matéria publicada pelo site www.rondoniaovivo.com no dia 13 de outubro de 2021 com o título: "COVID-19: Mais de 1 mil policiais e bombeiros de RO não tomaram vacina".

Cabe salientar que foi oportunizado a todos os policiais militares a imunização contra a Covid-19, sendo um árduo trabalho dos profissionais de saúde da Corporação, que coordenaram uma grande "Força Tarefa" nível Estado com parceiros dos órgãos públicos estaduais e municipais para contemplar todo o seu público interno.

Contudo, em sondagem feita pela Corporação, a Coordenadoria de Saúde da PMRO revelou que somente 196 militares se recusaram formalmente em receber o imunizante contra a Covid-19, sendo que mesmo após a assinatura do respectivo documento, o profissional ainda poderá se vacinar a qualquer momento, o que já pode ter ocorrido em alguns casos.

A Polícia Militar de Rondônia reafirma o seu compromisso no combate a pandemia do novo Coronavírus, tanto nas fiscalizações do cumprimento das normas governamentais quanto ao público externo, como também na orientação de seu efetivo no tocante as medidas sanitárias a serem adotadas e não menos importante, a disponibilidade das vacinas contra a Covid-19 que o Governo de Rondônia adquiriu para os profissionais de segurança pública.

A Corporação manifesta o respeito quanto às opiniões contrárias a imunização, mas não pactua com tais posicionamentos, entendendo que a imunização é importante não só para os policiais militares, mas para a sociedade como um todo, continuando em campanha interna de conscientização quanto ao tema. Os policiais militares estão na linha de frente no combate à Covid-19 nas vias públicas de todos os municípios do Estado e em mais de 90 localidades, orientando a população preventivamente e agindo de forma repressiva em ocasiões que a ordem pública e o ordenamento jurídico não sejam respeitados, visando sempre o interesse coletivo da sociedade rondoniense.

Fonte e foto: DCOM